sexta-feira, 17 de abril de 2009

Hoje é o dia do meu aniversário...

Nós passamos em media, 20 anos de nossa vida dormindo, e no final você passou mais reclamando do que sorrindo,mais chorando do que indo e vindo, passou menos tempo agindo do que contemplando, não equilibrou o que aprendeu ensinando, e desperdiçou tantos recursos em vão, com a faca e o queijo cortou a mão, que levou longos dias ociosos e se perdeu em minutos preciosos por indecisão, que ficou mais tempo triste ou recolhido muito mais despercebido do que abraçou ouviu sentiu e foi ouvido, que curtiu mais no rádio do que ao vivo, que não conheceu talvez nem a metade dos lugares que você queria, que se alimentou mais do que se deleitou com seu paladar, que teve que escolher bem menos do que preferia, reclamou muito da falta de sorte e em demasia do azar, que só ouviu falar de muita coisa que adoraria ter feito, que passava mais horas trabalhando do que se divertia, que copiou mais do que fez do seu jeito, duas décadas nove anos, um dia, enquanto a vida passava o mundo acelerou, você que muito imaginava, pouco criou, não se saciou com o que quis de verdade, se receou inutilmente com sua idade, e se prendeu mais do que se soltou, não foi suficiente ao encontro e esperou sem pressa, a cada segunda feira uma nova promessa, esboçou mais do que concretizou os fatos, que narrou muito mais do que os feitos reais em seus atos, e quantos banhos de chuva você não tomou e ficou resfriado, quantas vezes deixou de ir a praia em um lindo dia ensolarado, tantos prazeres desconhecidos, que ao longo da vida foram esquecidos, no meio de todo muito imposto que lhe veio a contra gosto, teve de ser aceito, de qualquer jeito, mais necessidade do que desejo e vontade, por falta de opção, e tudo por sua preguiça e omissão. Diante do tempo que voa, não tenha mais verões esquecíveis, meses e dias levianos, apenas uma pessoa em cada dois bilhões viverá mais que 116 anos. E que na hora da sua morte, pois nesse passeio estamos só de passagem, o filme da sua vida que vai passar nos últimos instantes, seja um excitante longa, e não um acanhado curta metragem.


Rodrigo Cavalcanti. Feliz aniversário pra mim. 17 de abril de 2009.

2 comentários:

André disse...

PORRA ATE Q TU TEM TALENTO...

maria disse...

Um poeta

Isso aí, alguém que vive a vida com vigor como você pode falar isso, vida longa à muitas aventuras do teu lado, irmão!
Feliz Aniversário!

Thiago Bardo